Tecnológica portuguesa Bright Pixel investe dois milhões de euros em startup de cibersegurança

Com este financiamento, a start-up norte-americana Fyde vai apostar no desenvolvimento de produto e no crescimento do negócio.

A Bright Pixel, sociedade de investimentos tecnológicos, participou na ronda de financiamento de dois milhões de euros levantada pela Fyde, uma start-up norte-americana que desenvolve software para facilitar o acesso remoto e seguro a servidores de uma empresa.

Num comunicado divulgado à comunicação social, a Vice-Presidente do Departamento de Engenharia da Fyde, Luísa Lima, garante que a "equipa está muito entusiasmada por contar com investidores portugueses como parte do projeto". Como explica, este investimento vai ajudar a empresa a expandir a equipa no Porto com mais talento em engenharia, produto e vendas, contribuindo para um "crescimento sustentável da empresa".

Para além de Luísa Lima, a empresa fundada em 2017 conta com outro português no “comando”, José Luís Pereira, que assume o cargo de Chief Technology Officer.

A Bright Pixel termina assim a sua segunda ronda de investimento numa startup norte-americana, na qual participaram também a Portugal Ventures, Draper Nexus, Vertex Venture e Wells Fargo. A tecnológica portuguesa vê, desta forma, reforçado o seu portefólio de cibersegurança, área que ainda não estava coberta pelas atuais participadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: