SpaceX conclui com sucesso testes da Crew Dragon. Certificação para transportar astronautas para breve

O derradeiro teste de resgate da cápsula tripulada em caso de incidente com o foguetão Falcon 9 foi finalizado com sucesso este domingo.

SpaceX conclui com sucesso testes da Crew Dragon. Certificação para transportar astronautas para breve

Este domingo estava programado o derradeiro teste ao sistema de emergência do Crew Dragon, depois do adiamento de 24 horas, primariamente previsto para sábado, devido às condições meteorológicas menos favoráveis. O teste concluído com êxito é o colmatar de uma semana repleta de “ação” na SpaceX para receber a esperada luz verde para iniciar as missões tripuladas para a Estação Espacial Internacional a bordo da Crew Dragon.

O derradeiro teste obrigava a “destruir” um Falcon 9, momentos depois de ser lançado ao espaço, levando na sua extremidade a cápsula de transporte de astronautas. No início da semana a empresa de Elon Musk havia concluído com sucesso os testes de “fogo estático”. O teste que ocorreu este domingo servia para testar o sistema de fuga dos astronautas, a bordo da Crew Dragon, em caso de um incidente.

Lançado a partir da Flórida, um minuto e meio depois de ser disparado, a agência simulou uma falha catastrófica, de forma a acionar o plano de emergência e testar o comportamento da cápsula com os astronautas. O objetivo, concluído com sucesso, foi separar o módulo do foguetão, afastando-o do perigo dos destroços do Falcon destruído.

A SpaceX desenhou aquilo que apelida de “Sistema de Escape”, que no fundo dota a cápsula com a capacidade de navegação graças a oito propulsores batizados de motores SuperDraco. E neste sentido, se algo acontecer ao foguetão, são disparados os motores para projetar a cápsula para longe do perigo do foguetão. E depois da Crew Dragon ter alcançado a distância de segurança, foram acionados os quatro para-quedas, fazendo a Crew Dragon descer calmamente até ao oceano Atlântico onde a equipa de resgate a aguardou, cerca de duas horas depois do “incidente”. As operações de resgate foram vigiadas pela Força Aérea que se coordenou com a SpaceX para vigiar a cápsula e garantir o salvamento.

"Esta foi um desfecho perfeito da missão. Tudo decorreu como esperado", referiu Elon Musk, "este é o reflexo da dedicação e trabalho árduo das equipas da SpaceX e da NASA para alcançar os objetivos".

O que se segue?

Os testes foram designados após o administrador da Agência Espacial norte-americana ter visitado a empresa de Elon Musk para compreender o progresso dos testes. Depois da visita à SpaceX, o administrador da NASA destacou a necessidade de fazer mais testes, e só então definir as datas concretas das operações, dependendo dos resultados, que se revelaram agora positivos.

O próximo passo é fazer um teste tripulado, com a Demo-2, que está previsto para o primeiro trimestre de 2020. A bordo da Crew Dragon seguem os astronautas da NASA, Bob Behnken e Doug Hurley, que serão os pilotos de teste da cápsula. Ainda não há uma data específica para este teste. "Começamos a ensaiar totalmente vestidos a rigor sobre o que eu e o Bob vamos fazer na nossa missão", destaca Doug Hurley no rescaldo da missão bem-sucedida. "Hoje assistimos a uma demonstração de um sistema que espero nunca termos de utilizar, mas poderá salvar vidas se for usado. Foi necessário muito trabalho entre a NASA e a SpaceX para chegar a este ponto, mas mal posso esperar para viajar para a estação espacial em breve".

Com o teste de emergência realizado com sucesso, a SpaceX ganhou a certificação da NASA para transportar astronautas para a Estação Espacial Internacional, e também o seu regresso a casa. Numa das primeiras viagens de teste, a Crew Dragon transportou um manequim, o qual foi batizado de Ripley, em homenagem ao filme Alien. A Crew Dragon foi desenhada para se “ligar” automaticamente à ISS por sua conta, usando uma combinação de software, lasers e sensores – e com recurso a alguma alterações feitas há alguns anos.

tek spaceX crew dragon

Como referiu a NASA no comunicado, antes do foguetão ter sido lançado, as equipas completaram todos os procedimentos como se fosse "a valer", desde os astronautas colocarem os seus fatos, às operações na base de lançamento. Todos os dados serão agora analisados para o derradeiro tesde do Demo-2.

De salientar ainda, que nem tudo correu bem com a cápsula da SpaceX. Em abril do ano passado, uma das Crew Dragon sofreu um acidente e foi destruída.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Notificações

Subscrever

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: