Rumos quer Escola Digital cada vez mais próxima das exigências profissionais

O balanço de mais de 16 anos de existência é bastante positivo, mas tal não impede a Rumos de ambicionar mais para a sua Escola Digital.

Está neste momento a aceitar as últimas inscrições para o ano letivo prestes a começar, mas a estratégia da Rumos para a sua Escola Digital não é de agora. Com mais de 15 anos de existência, o projeto tem vindo a ganhar dimensão e hoje tem cartas dadas no mercado profissional. A intenção é que continue a crescer nomeadamente no que à sintonia com as exigências do mercado de trabalho diz respeito.

“O facto de não termos nascido com o início do Ensino Profissional em Portugal, obrigou-nos a apostar na diferenciação e também na inovação”, considera Luís Sebastião. O diretor da Escola Digital defende que a experiência da Rumos, sobretudo a nível técnico e tecnológico, facilitou bastante a entrada no mercado de trabalho das TI através de sinergias que ainda hoje se mantêm. Garante que o caminho continuará a passar pela forte aproximação à área tecnológica, “quer através de projetos com parceiros, como com as empresas recetoras destes futuros profissionais”.

A procura crescente por este tipo de ensino ao longo dos últimos anos tem sido crescente, garante o responsável. “Pelo trabalho de divulgação da nossa escola e do Ensino Profissional em geral, sentimos que esta oferta formativa é cada vez mais a primeira escolha dos jovens mal terminam o 9º ano. Também temos constatado que a idade média de entrada é cada vez menor o que mostra que temos passado uma mensagem positiva e que os jovens se identificam cada vez mais com este tipo de ensino”.

A captação deste ano não fugiu ao panorama dos últimos anos, com a presença em Feiras de Educação dentro e fora das escolas a mostrar-se essencial. “Acreditamos que temos ano após ano, jovens mais motivados e cientes da importância e vantagens do ensino profissional. Por se reverem temos níveis de satisfação bastante elevados o que nos obriga a todos os anos superar expectativas quer através da melhoria das condições físicas, meios técnicos e aposta nas mobilidades internacionais como é o caso do projeto Erasmus+”.

Para os próximos anos a estratégia passa por continuar a apostar na aproximação do mundo académico com o mundo profissional. “A nossa oferta curricular e, também, a extracurricular, continuarão a ser pensadas e delineadas de acordo com as exigências do mercado e com as expectativas dos alunos”, sublinha Luis Sebastião.

Inscrições quase a terminar

Para o ano letivo de 2016/2017 a Escola Digital ainda está a aceitar inscrições para os cursos profissionais de Fotografia, Multimédia, Gestão de Equipamentos Informáticos, Desenho Digital 3D, Animação 2D e 3D e Informática de Gestão.

O processo de seleção da Escola Digital está dividido em três fases: Pré-Inscrição, onde o candidato é convidado a visitar a Escola e a validar a inscrição; Provas e Entrevista e Matrícula.

Os cursos da Escola Digital são indicados para todos os alunos com pelo menos o 9º ano e idade até aos 19 anos. Os cursos lecionados dão equivalência ao 12ºano e certificação profissional de nível IV.

No final de cada curso, os alunos têm a oportunidade de estagiar durante três meses numa empresa parceira.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: