Portugueses deixam “aparelhagem” para trás e escolhem outros gadgets para ouvir música

É muito provável que ainda tenha a aparelhagem lá por casa, mas confesse: costuma usá-la para ouvir música ou como peça decorativa?

Há com certeza quem ainda ligue o seu “monstro” Hi-Fi para ouvir música, mas a julgar pelos dados agora revelados pela Marktest, vão sendo cada vez menos, e quanto mais novos, menos hipótese há disso acontecer.

Agora é o computador quem lidera na hora de escolher um meio de ouvir música e o telemóvel não anda muito atrás.

De acordo com o estudo Bareme Rádio da Marktest, 40,2% dos portugueses ouve música gravada ou online através do computador – excluindo emissões de rádio. Logo a seguir vem o telemóvel, com 31,7% das preferências.

A terceira forma mais frequente de ouvir música é… no carro, ou seja, através do auto-rádio (25%).

A antiga “rainha da sonoridade doméstica” surge no grupo de gadgets com os valores mais baixos, acolhendo 17,7% das preferências. Um pouco mais atrás surge o tablet, com 15,7%, e a seguir os leitores de formatos digitais, com 8,1%.

Os dados reunidos pela Marktest mostram que a utilização dos vários suportes para ouvir música é relativamente consensual entre os vários segmentos da população, mas a análise por idades mostra diferenças relevantes.

Os jovens dos 15 aos 24 anos destacam-se de todos os outros grupos, pois apresentam taxas que quase sempre duplicam a média nacional. Entre este grupo, por exemplo, 85% ouve música no PC e 82,9% no telemóvel. Apenas no hábito de ouvir música através da aparelhagem Hi-Fi apresenta um valor abaixo da média.

Já os mais idosos, pelo contrário, dão preferência à aparelhagem, apresentando nos outros suportes valores bastante abaixo da média.

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: