Portugal: Tribunais gastam 20 milhões em papel por ano

A digitalização nas empresas/organismos já começou há alguns anos mas a verdade é que ainda hoje há muita coisa em papel. Apesar do Estado Português ter um Programa de Simplificação Administrativa e Legislativa (o muito conhecido Simplex), a realidade em alguns ministérios mostra que ainda há muita coisa por fazer.

De acordo com dados recentes, os tribunais portugueses gastam 20 milhões em papel por ano.

Os dados foram publicados no Jornal de Notícias (JN) e revelam que, contas feitas, os tribunais gastam 20 milhões em papel por ano. Curiosamente cerca de 90% desse valor é gasto em correios ou seja, da fatura de 20 milhões de euros, onde se inclui custos distribuídos entre papel, tinteiros, impressoras e custos postais, 18 milhões de euros são para os correios.

De acordo com o próprio Ministério da Justiça, há processos, nos tribunais de primeira instância, que passarão a ser digitais já em Junho deste ano. Com a mudança para o digital serão “libertados” cerca de 200 funcionários por ano, que se poderão ocupar de “matérias mais relevantes”, releva o Ministério da Justiça.

A nova política global do Ministério dá prioridade às preocupações ambientais e facilidade de acesso à informação por parte dos cidadãos, através do desenvolvimento e utilização de ferramentas digitais. Ainda segundo o DN, o total de 20 milhões de euros simboliza um gasto equivalente a meio milhão de horas de trabalho para o Ministério da Justiça.

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.
Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: