Microsoft está a chegar à sua meta de mil milhões de dispositivos com Windows 10

A Microsoft fez saber que o sistema operativo Windows 10 para desktops, dispositivos ligados à internet e outros sistemas, está já a ser executado em mais de 800 milhões de máquinas. Esta informação foi dada a conhecer pelo executivo da Microsoft, Yusuf Mehdi, através da sua conta do Twitter.

A empresa poderá necessitar do dobro do tempo que havia previsto para a meta de mil milhões de dispositivos com Windows 10. Afinal, a sua concorrente parece estar mais forte!

Dispositivos Windows 10: 700 milhões em setembro e 800 milhões em março

Em abril de 2018, era publicitado que o Windows 10 estava perto de atingir os 700 milhões de utilizadores ativos. Contudo, este número só meses mais tarde se viria a materializar. Posteriormente, em setembro de 2018 era avançado o números dos 700 milhões na conferência Ignite. Nessa altura, foi referido que o Windows 10 havia suplantado o Windows 7, o Windows mais ativado de sempre até então.

Thank you to all our customers and partners for helping us achieve 800 million #Windows10 devices and the highest customer satisfaction in the history of Windows. https://t.co/G3CRdkFoPT pic.twitter.com/je9kvBvYhj

— Yusuf Mehdi (@yusuf_i_mehdi) March 7, 2019

Embora a Microsoft – a mais valiosa empresa de capital aberto do mundo – tenha se focado mais nas plataformas cloud e de terceiros sob a batuta do CEO Satya Nadella, o Windows ainda é um elemento-chave da empresa, contribuindo com quase 15% da receita total no quarto trimestre de 2018. Além disso, é também um contribuinte notável da receita operacional, como o ex-CEO Steve Ballmer apontou no ano passado.

5 anos para conquistar mil milhões de máquinas ativas

Microsoft introduziu o Windows 10 em meados de 2015. Originalmente, a empresa pretendia que este fosse instalado em mil milhões de dispositivos nos 3 anos seguintes. Contudo, um ano depois, Mehdi indicou que levaria mais tempo.

Utilização do Windows 7 volta a crescer e ganha terreno ao Windows 10

Segundo os números da Netmarketshare, no mês passado, o Windows 7 cresceu 1,22 pontos percentuais. Em apenas um mês, este sistema mais antigo e em suposto declínio passou de 37,19% para 38,41%.

Do lado do Windows 10, houve até uma ligeira quebra. O mais recente sistema operativo perdeu 0,60 pontos percentuais. Se em janeiro tinha 40,90% de quota de mercado, em fevereiro passou para os 40,30%.

A empresa cruzou a metade do caminho em meados de 2017

Apesar do maior concorrente do Windows 10 ser o Windows 7, a empresa em outubro passado afirmou que havia 1,5 mil milhões de dispositivos com o Windows instalado. Se isso ainda for verdade, mais de 50% usariam o Windows 10.

A Microsoft está preparar-se para lançar a primeira das duas principais atualizações anuais do Windows 10, conhecida como 19H1, nas próximas semanas. Entre as novidades, está a adição de um novo tema, leve que irá mudar o wallpaper da área de trabalho, entre outros elementos.

Imagem: Microsoft

Fonte: Microsoft

Neste artigo: Microsoft, windows 10

Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.
Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: