Mercado de PCs, telemóveis e tablets deverá crescer em 2020. 5G explica aumento das remessas

As estimativas são da Gartner, que fala num "aumento rápido" do mercado dos smartphones com 5G, a representarem 12% do total das remessas globais em 2020, passando para 43% em 2022.

Mercado de PCs, telemóveis e tablets deverá crescer em 2020. 5G explica aumento das remessas
Tek

A remessa global de PCs, tablets e telemóveis deverá aumentar 0,9% em relação a 2019, totalizando 2,16 mil milhões de unidades, quando em 2019 o valor foi de 2,15 mil milhões. Os dados foram divulgados esta terça-feira pela Gartner, que fala numa "ligeira recuperação do mercado", com o 5G, e o crescimento do mercado dos telemóveis, a ajudarem a explicar este crescimento.

De acordo com as estimativas, é o mercado de telemóveis que apresenta os melhores resultados, situação bem diferente no caso dos computadores. Em comunicado, o diretor sénior de investigação da empresa, Ranjit Atwal, explica que a "maior disponibilidade de equipamentos 5G irá aumentar as substituições dos telemóveis, o que levará a um novo crescimento das remessas globais de dispositivos em 2020".

Depois de em 2019 a distribuição global de telemóveis ter diminuído 2%, o mercado mundial do setor deverá ver melhores dias em 2020. O aumento deverá ser sobretudo sentido na Grande China e nos mercados emergentes da Ásia e do Pacífico, com os modelos 5G a serem responsáveis por 12% das remessas de telemóveis a nível mundial em 2020, chegando a 43% em 2022.

Gartner Forecasts Global Device Shipments 2020

“A partir de 2020, a Gartner espera um aumento na adoção de telemóveis com tecnologia 5G, à medida que os preços diminuem, a cobertura do serviço 5G aumenta e os utilizadores têm uma melhor experiência com telemóveis com esta tecnologia", explica Ranjit Atwal. As estimativas apontam ainda para um aumento adicional em 2023, “quando os aparelhos 5G responderem por mais de 50% dos telemóveis colocados no mercado”.

Realidade do mercado global de PCs em 2020 não deverá ser tão animadora

Depois de acreditar que no ano passado o mercado global de PCs cresceu pela primeira vez desde 2011, as estimativas a partir de 2020 muda de figura. Em 2019 as atualizações do Windows 10 ajudaram a explicar o aumento deste sector do mercado, mas este ano isso já não deverá acontecer e as trocas de equipamentos deverão diminuir. No entanto, a empresa acredita numa "oportunidade" para os PCs da gama profissional.

A empresa estima que mil milhões de PCs vão migrar para o Windows 10 durante 2020, ou seja, cerca de 80% de todos os equipamentos em utilização. Neste sentido, Ranjit Atwal refere que o futuro do mercado dos PCs é "imprevisível", porque não haverá um Windows 11. Em vez disso, o Windows 10 vai atualizar de forma sistemática e, como resultado, "picos" nos ciclos de atualização de hardware do PC conduzidos por uma atualização completa do sistema operativo Windows vão terminar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Notificações

Subscrever

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: