IGFEJ ganha prémio Open Source com portal “Os Meus Processos”

Este ano o Prémio Abertura 2019 da ESOP voltou a ser atribuído ao Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça (IGFEJ) pela dinamização do software Open Source e tecnologias abertas.

IGFEJ ganha prémio Open Source com portal “Os Meus Processos”
Tek

O prémio a Associação de Empresas de Software Open Source Portuguesas (ESOP) pretende distinguir as organizações que contribuem para a dinamização do software Open Source e tecnologias abertas em Portugal, e é já a segunda vez consecutiva que o IGFEJ recebe o galardão.

Este ano foi o lançamento do portal para consulta pública de processos judiciais, denominado “Os Meus Processos” que motivou a entrega do prémio, com a possibilidade de consulta de processos judiciais através da internet, para quem não é parte integrante nas ações, um novo serviço disponibilizado desde o dia 11 de setembro de 2019.

O portal, e o serviço, inserem-se nas medidas promovidas para aumentar a transparência da Justiça em Portugal, no âmbito do plano Justiça + Próxima e do Simplex +, e o portal foi desenvolvido pela Caixa Mágica Software sob a coordenação do IGFEJ, sendo baseado em tecnologias Open Source (Java, Apache, Tomcat e Web, Services REST). A segurança é um dos pontos fortes, com a autenticação através do cartão de cidadão ou da Chave Móvel Digital.

Em 2018 foi outro projeto, o Certidão Judicial Eletrónica (CJE), que motivou a entrega do Prémio Abertura ao IGFEJ, destacando o o portal onde os utilizadores podem solicitar e emitir certidões referentes a declarações online acerca dos seus processos judiciais. Antes, para se obter esta certidão, era necessário que o cidadão se deslocasse a um tribunal, fizesse um requerimento formal por escrito e esperasse que o mesmo desse seguimento.

No âmbito do Open Source Lisboa, que decorreu no Centro Cultural de Belém, a ESOP distinguiu ainda outros dois projetos com Menções Honrosas, salientando o "Connecting Portuguese SIRCOM to BRIS" do Instituto dos Registos e do Notariado (IRN) e o Portal de Recrutamento Militar promovido pela Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional.

No caso do projecto "Connecting Portuguese SIRCOM to BRIS (Business Registers Interconnection System)", está em destaque a interoperabilidade dos serviços portugueses de registo de empresas (o SIRCOM) com o sistema de registos comerciais da União Europeia (o BRIS), sendo usadas tecnologias Open Source Access Point de e-Delivery e Java Spring Boot (tendo como base o Jhipster). O projeto foi realizado pela LINKARE TI, em parceria com o IGFEJ e sob a coordenação do IRN, possibilitando aos cidadãos da Europa pesquisar e consultar informação pública sobre empresas Portuguesas, através de um serviço central acessível através do Portal de Justiça Europeu.

Também o Portal de Recrutamento Militar utiliza uma plataforma open source com Drupal CMS e foi desenvolvido pela Javali, com destaque para a acessibilidade. O portal permite centralizar num espaço único toda a informação relacionada com as profissões dos três ramos das forças armadas, com uma navegação exploratória em função do perfil do jovem candidato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: