IFA 2017 – Kirin 970 já foi apresentado oficialmente

Nesta edição da IFA, a Huawei optou por não apresentar nenhum smartphone, ao contrário do que fez o ano passado em que lançou a gama Nova.

Embora não haja novo smartphone, a Huawei apresentou o seu novo processador, o Kirin 970, que promete trazer bastantes novidades.

A IFA 2017 é, por excelência, um local onde várias marcas optam por apresentar as suas novas tecnologias. Depois de conhecermos as novidades da Sony, LG e muitas outras marcas, chega agora a altura de conhecer o que a Huawei tem para apresentar.

Depois de no ano passado ter apresentado um novo modelo no seu portefólio de smartphones, o Huawei Nova, este ano a marca chinesa já tinha anunciado que não iria apresentar nenhum novo modelo. Em vez disso, tornou oficial o seu novo processador, o Kirin 970, que deverá elevar os smartphones da Huawei e Honor a outro patamar.

O novo Kirin 970 foi desenvolvido em 10nm, possui 5,5 mil milhões de transístores numa área de 1 centímetro quadrado e possui oito núcleos, quatro ARM Cortex A73 a 2,4 GHz e outros quatro ARM Cortex A53 a 1,8 GHz. Este SoC é também o primeiro a incorporar a GPU Mali-G72 de 12 núcleos que promete uma melhoria na eficiência e no desempenho.

A inteligência artificial como foco

Além das tradicionais evoluções de núcleos, clocks e GPU, a Huawei introduziu no Kirin 970 uma Unidade de Processamento Neural (NPU), que irá introduzir algumas novidades de inteligência artificial já antes anunciadas pela marca. Comparado a um CPU Quadcore Cortex-A73, esta nova arquitetura oferece 25% mais desempenho com 50% mais de eficiência. Em termos práticos, segundo números apresentados pela marca, o Kirin 970 com o seu conjunto CPU + GPU + NPU consegue processar cerca de 2005 imagens por minuto, sendo mais rápido que a concorrência, com o iPhone 7 Plus (CPU + GPU) a atingir as 487 e o Samsung S8 as 95 (apenas CPU).

Com este NPU, a Huawei quer dar o passo seguinte na inteligência artificial, passando de uma IA estritamente na Cloud para um misto de IA na Cloud e no dispositivo, oferecendo ao utilizador um melhor desempenho, mais personalização e maior utilidade.

Para tirar proveito das novidades de inteligência artificial, a Huawei está a posicionar o Kirin 970 como uma plataforma aberta para IA móvel, permitindo que parceiros e programadores possam tirar partido destas novidades nas suas aplicações e dispositivos, através do lançamento de um website para o efeito e de um kit de desenvolvimento para o Kirin AI.

Além das novidades na inteligência artificial, o Kirin 970 traz ainda melhorias no processamento de sinal de imagem, com um novo dual ISP com redução de ruído na imagem, melhoria no autofocus híbrido e melhoria na captação de elementos em movimento, reduzindo o blur proveniente da deslocação.

Foi também introduzido um novo modem 4,5G que permite uma melhoria no reconhecimento de redes 4G e velocidades até 1,2 Gbps com CAT18.

O primeiro smartphone a ser lançado com este processador será o Huawei Mate 10, que tem já data de apresentação marcada para o dia 16 de outubro.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: