Huawei defende-se das acusações e não vai desistir de implementar o 5G na Austrália

A passada semana trouxe a notícia de que a Huawei e a ZTE estavam banidas de implementar soluções 5G na Austrália. Sendo duas das empresas mais avançadas nesta área, ficaram pouco claras as reais motivações para esta decisão do governo de Camberra.

Se a maioria das empresas se limitaria a desistir e esperar por novas oportunidades, a verdade é que a Huawei parece não ter desistido e quer mesmo participar na implementação das infra-estruturas 5G na Austrália.

Logo quando soube que iria ficar arredada da implementação do 5G na Austrália, a Huawei procurou manter uma posição forte e que revelava que não iria desistir de participar nesta revolução que está a ter lugar.

De imediato ficou claro que as razões apontadas não eram as que seriam lógicas e que outras motivações pareciam existir para estar a deixar de fora dois dos mais prováveis concorrentes a estas implementações.

Agora, e numa declaração que mostra claramente qual a posição da empresa chinesa, a Huawei vem mostrar que as reais motivações para a decisão tomada são meramente políticas e que a mesma não teve em conta qualquer fator técnico e que nem estes devem ter sido tomados em consideração.

We have been informed by the Govt that Huawei & ZTE have been banned from providing 5G technology to Australia. This is a extremely disappointing result for consumers. Huawei is a world leader in 5G. Has safely & securely delivered wireless technology in Aust for close to 15 yrs

— Huawei Australia (@HuaweiOZ) August 22, 2018

Numa declaração que foi tornada pública, a Huawei desconstrói as razões apontadas pelo governo australiano para a ter deixado de fora. Em momento algum a Huawei está obrigada a partilhar com o governo chinês qualquer informação obtida e essa é uma ideia falsa.

O que é também apontado é a pressão que está a ser feita por outros governos, sem nunca apontar qualquer nome, para que a empresa seja relegada para segundo plano, sendo preterida a favor de outras empresas mais ocidentais.

Fica também claro na declaração apresentada que a Huawei irá explorar soluções legais que permitam que esteja em pé de igualdade com outras empresas e assim conseguir competir de forma legítima.

Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo
Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: