Histórico dos internautas norte-americanos pode agora ser partilhado sem autorização

O senado dos Estados Unidos da América votou para retirar esta "autoridade" aos utilizadores. Informações como o histórico de navegação pode agora ser vendido ou cedido sem autorização dos utilizadores de internet.

O histórico de pesquisa dos internautas norte-americanos está em risco. Esta quinta-feira o senado votou a abolição de algumas regras que previnem a partilha desta informação sem qualquer tipo de autorização prévia, sendo que as operadoras locais, como a Comcast, a Verizon e a AT&T podem ficar legalmente obrigadas a fornecer estes registos mediante uma simples solicitação.

Uma regra de privacidade aprovada em 2016 pela Comissão Federal de Comunicações (FCC), dita que os fornecedores de serviços de internet têm de obter a permissão do cliente antes de partilhar informações pessoais como o histórico. Na altura, as operadoras opuseram-se à decisão porque querem monetizar estas informações, vendendo-as a anunciantes.

"Esta resolução é um ataque direto aos direitos dos consumidores, à privacidade e às regras mais básicas de proteção", defendeu o senador Richard Blumenthal numa das sessões que decorreu esta quinta-feira no Senado.

Para além de revogar as regras determinadas pela FCC, a aprovação de medidas contrárias às vigentes impede também que sejam aprovadas novas políticas de privacidade semelhantes no futuro.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: