Google quer mudar o sistema de endereços dos websites, mas não é fácil

A equipa de segurança do Chrome tem como missão “matar” os URL tais como conhecemos atualmente, tornando-os simultaneamente mais seguros e mais fáceis de utilizar.

Já é sabido que a Google estava a trabalhar num processo para modificar a forma como os endereços dos websites são identificados. A ideia não é alterar a sua infraestrutura, mas sim, modificar o seu aspeto não só para facilitar a leitura aos seus utilizadores, mas ao mesmo tempo torná-los mais difíceis de serem atacados por hackers.

Segundo a Wired, a Google fez um ponto de situação do sucesso e falou sobre os primeiros passos para tornar a identidade dos websites mais robusta. Segundo o especialista de segurança da Google, não se pretende eliminar os endereços e causar um caos na internet, mas tornar mais difícil para os hackers capitalizar sobre a confusão gerada pelos endereços atuais. Por exemplo, os ataques de phishing, em que os utilizadores clicam em links com endereços falsos, mas muito semelhantes aos oficiais.

A equipa está a desenvolver dois projetos para facilitar a vida dos internautas. O sistema passa por oferecer uma identificação fácil e clara do website onde os utilizadores estão a navegar. Por outro lado, o desafio passa também por evitar que websites legítimos sejam assinalados como suspeitos.

Nesse sentido, a equipa está a investigar uma forma de como detetar endereços que pareçam desviar-se, de alguma forma, das práticas convencionais. Para tal disponibilizou uma ferramenta baseada em open source chamada TrickURI para ajudar os produtores a verificarem se o seu software está a mostrar os endereços corretamente. A ferramenta permite testar como é que os URL serão mostrados aos utilizadores em diferentes situações.

O outro projeto é um sistema de alertas para os utilizadores de Chrome quando os endereços pareçam suspeitos. Mais uma vez, a tecnologia está a ser testada internamente para garantir que websites legítimos não sejam mal assinalados.

A Google afirma que o sistema de endereços atuais não irá desaparecer tão cedo, mas está a trabalhar num sistema para que os utilizadores se foquem em partes importantes do URL, e refinar a forma como o Chrome os apresenta no browser. Nesse sentido, o grande desafio da tecnológica é ao mesmo tempo “educar” as pessoas a olharem para as partes do endereço relevantes para a sua segurança de navegação, mas em simultâneo mantê-los limpos e fáceis de ler.

Ainda assim, apesar do esforço da tecnológica, estas alterações podem ser vistas pelos críticos como modificações de identidade que sejam benéficas para o próprio Chrome, mas não necessariamente boas para o resto da internet.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: