FBI está a dois votos de poder vigiar internautas sem mandato

O senado norte-americano rejeitou uma proposta que previa o aumento dos poderes do FBI no âmbito de investigações de registos eletrónicos. A aprovação ficou à distância de apenas dois votos.

O senado norte-americano votou esta semana numa proposta de lei que previa aumentar os poderes de vigilância do FBI. O documento compreendia a eliminação dos mandatos judiciais para a realização de buscas e investigações em históricos de navegação na internet.

A maioria dos senadores rejeitou a proposta, mas a diferença foi de apenas dois votos, abrindo caminho à reformulação da proposta e a uma nova discussão.

O documento foi introduzido por John McCain, senador do Arizona, no início da semana e solicita a introdução das cartas de segurança nacional – que não precisam de ser aprovadas em tribunal – como documento único necessário para ser possível proceder a investigações desta natureza, conferindo mais autonomia à força de segurança em causa.

A aprovação do projeto estava dependente de 60 votos a favor, tendo conquistado apenas 58. A alteração da intenção de voto do senador republicano Mitch McConnell, do estado do Kentucky, de “a favor” para “contra” pode representar pretexto suficiente para uma nova ronda de escrutínio que, de acordo com o site The Next Web, pode acontecer já na semana que vem.

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: