Dia 1 de agosto esgotam-se os recursos naturais do Planeta

Não, não é propriamente um artigo sobre tecnologia mas a notícia que damos hoje, tal como fizemos há um ano, pode influenciar e condicionar em muito o mundo da tecnologia e outras áreas da sociedade no futuro.

Esta quarta-feira, 1 de agosto, a humanidade terá consumido todos os recursos que a natureza pode dar num ano. Nos próximos cinco meses vamos viver “a crédito” e um dia mais cedo que em 2017.

Todos os anos é apresentada uma estimativa sobre o dia em que a Humanidade atinge o limite do uso sustentável de recursos naturais disponíveis para esse ano, ou seja, o orçamento natural, habitualmente designado como Overshoot Day.

Este ano o limite será atingido já na próxima quarta feira, 1 de agosto (menos um dia comparativamente ao ano passado).

Segundo a porta-voz da WWF, Valérie Gramond, organização que pertence à rede Global Footprint Network…

O dia 1 de agosto é a data em que terão sido utilizadas todas as árvores, água, solos férteis e peixes que a Terra consegue fornecer em um ano para alimentar e abrigar os seres humanos e terá sido emitido mais carbono do que os oceanos e florestas conseguem absorver

De acordo com a GFN, seriam precisas 1,7 Terras para sustentar o atual nível estimado de recursos necessários às atividades humanas.

Enquanto a biodiversidade global continua a diminuir de forma acentuada e os impactos das alterações climáticas estão a tornar-se definitivos, o Earth Overshoot Day é um aviso para indivíduos, países e comunidade global, para repensar as suas ações, de forma urgente, para proteger as florestas, oceanos, vida selvagem e recursos de água doce, ajudando a alcançar o desenvolvimento sustentável.

O total dos recursos renováveis consumidos nunca tinha sido atingido tão cedo desde que a data começou a ser assinalada, nos anos 1970, quando o total só era consumido a 29 de dezembro. Um terço dos alimentos acumulados pelos seres humanos acaba no lixo.

A distribuição do consumo é desigual no mundo, com países pequenos e com poucos habitantes como o Qatar e o Luxemburgo com uma pegada ecológica muito forte.Se todos os países consumissem assim, a data seria atingida logo no mês de fevereiro, alerta a organização.

Via Lusa | Zero

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.
Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: