“Detox digital” está a crescer e mais de 40% dos europeus quer mudar o estilo de vida online em 2020

Os dados são de um inquérito da Kaspersky, que revela que a grande maioria quer passar menos tempo “agarrado” aos gadgets.

“Detox digital” está a crescer e mais de 40% dos europeus quer mudar o estilo de vida online em 2020
Tek

Mais de 40% dos internautas europeus querem vir a mudar o seu "estilo de vida online" este ano, encarando esta meta como uma das suas resoluções "digitais" para 2020. A conclusão consta de um inquérito online realizado pela Kaspersky a 2.000 adultos europeus com mais de 18 anos, em dezembro de 2019, num ano que descreve como "difícil no que toca à privacidade de informações pessoais". A grande maioria tem como objetivo reduzir o tempo que passa nos seus gadgets.

Pesquisa, redes sociais e pornografia dominam top mundial dos sites mais visitados

Pesquisa, redes sociais e pornografia dominam top mundial dos sites mais visitados

Ver artigo

De acordo com os dados divulgados pela empresa num comunicado enviado às redações, 42,3% têm como resolução para 2020 mudar o seu comportamento digital, ao invés da tradicional resolução de “perder peso” ou “ficar mais saudável”. Outra conclusão da investigação revela que este ano, os indivíduos querem "atingir standards elevados no seu comportamento online para garantir a sua saúde e privacidade online", prometendo pela primeira vez promessas de resoluções tais como utilizar palavras-passe mais fortes e reduzir os níveis de “cyber stress”.

Tendo como definição promessas que têm como objetivo a proteção da privacidade digital em 2020, as resoluções digitais são várias. O inquérito realizado revelou que existem várias áreas onde os indivíduos desejam melhorar, tais como reduzir o tempo que passam ao ecrã, com 29,1% dos inquiridos a afirmarem que o iam começar a fazer este ano. Por isso, a empresa de cibersegurança afirma que estes resultados mostram que o “detox digital” está a crescer.

Um quarto dos inquiridos escolheu ainda como prioridades fazer mais backups e limpezas ao seu computador regularmente, e 11,2% querem eliminar amigos do Facebook que nunca conheceram em pessoa. Neste sentido, a Kaspersky acredita que a tendência para este novo ano é ter um estilo de vida mais “cyber-savvy”.

Ciberataques: quais as maiores ameaças para 2020?

Ciberataques: quais as maiores ameaças para 2020?

Ver artigo

Em comunicado, o principal investigador de segurança da Kaspersky, desafia os internautas a "desafiarem os seus amigos e quem mais gostam a fazer resoluções digitais que possam servir de apoio à sua privacidade online”. O objetivo passa pela melhoria da vida digital.

Os números relativos à privacidade não são favoráveis e ajudam a compreender os resultados do inquérito que não surpreenderam a empresa de cibersegurança. Segundo um estudo da Kaspersky houve um aumento de 60% de ataques de malware para roubar palavras-passe durante o primeiro semestre de 2019 e o roubo de credenciais de log-in também continua a aumentar, principalmente em sites online de conteúdos para adultos, onde o crescimento foi mais de 100%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Notificações

Subscrever

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: