Conta da luz vai aumentar 1,2% já em 2017

Todos os anos há uma regularização no preço da electricidade. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos confirmou hoje que a factura mensal de electricidade vai sofrer um aumento de 1,2% já no próximo ano.

Qual será o impacto na sua carteira?

luz_aumenta

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE)confirmou esta Quinta-feira o aumento que havia sido proposto em Outubro passado. Este aumento vai afectar os clientes que ainda estão no mercado regulado. Assim, no total serão cerca de 1,5 milhões de consumidores que vão sofrer todos os meses um aumento de 1,2% na factura da luz.

O mercado liberalizado de electricidade atingiu em Outubro de 2016 mais de 4,7 milhões de clientes e representa já mais de 91% do consumo total em Portugal, tendo as tarifas transitórias cada vez menor expressão no sector eléctrico. Com o objectivo de auxiliar os consumidores na transição para o mercado liberalizado a ERSE disponibiliza na sua página oficial da Internet um simulador de comparação de preços de energia eléctrica.

luz_aumenta01

As tarifas agora apresentadas integram as tarifas de acesso às redes de transporte e de distribuição, as tarifas transitórias de venda a clientes finais e as tarifas sociais. As tarifas transitórias aplicam-se aos consumidores fornecidos pelos comercializadores de último recurso que ainda não escolheram um comercializador em regime de mercado, em Alta Tensão (AT), Media Tensão (MT), Baixa Tensão Especial (BTE) e BTN. As tarifas sociais de venda a clientes finais aplicam-se aos consumidores vulneráveis em BTN nos termos estabelecidos em legislação.

O cálculo de tarifas de energia eléctrica está sempre sujeito a um conjunto de critérios que, ponderando o equilíbrio de interesses entre os consumidores e os operadores, se traduzem em:

  • Minimizar os custos para os consumidores, assegurando a sustentabilidade do mercado e promovendo a adequação dos preços aos custos nas actividades reguladas;
  • Incentivar a afectação eficiente dos recursos utilizados nas diferentes actividades reguladas;
  • Reflectir os custos de interesse económico geral e de política energética nos termos da legislação em vigor.

No total, serão cerca de 1,5 milhões de consumidores que vão sofrer todos os meses um aumento de 1,2% na factura da luz. Todas as informações estão disponíveis no comunicado da ERSE que pode consultar aqui.

Fonte do Artigo

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: