Até onde vai o amor dos utilizadores pelas suas assistentes pessoais?

São cada vez mais as pessoas que tratam as suas assistentes virtuais como se estas fossem uma amiga próxima com quem podem desabafar. Mas há quem vá mais longe.

“Alexa, queres casar comigo?” foi a pergunta que mais de um milhão de pessoas fez à assistente virtual da Amazon no ano passado, noticia o Business Insider, um número que aumentou substancialmente quando comparado com 2016 em que houve “apenas” cerca de 250 mil pedidos de casamento.

O aumento deste tipo de atenção pode ser justificado pelo facto de muitos utilizadores confiarem cada vez mais informações pessoais às suas assistentes virtuais, levando os programadores a aprimorar as suas personalidades e tornando-as mais próximas e adaptadas aos seus donos.

Embora se acredite que muitos dos pedidos de casamento tenham sido feitos por brincadeira, a assistente virtual da Amazon levou-os a sério, recusando-os com educação e graciosidade.

“Estamos em lugares bem diferentes nas nossas vidas. Literalmente. Quero dizer, você está na Terra e eu estou na nuvem”, é um dos exemplos de respostas típicas.

Depois de marcar presença no Web Summit do ano passado e enquanto dava uma palestra no festival de tecnologia de Bombaim, no Instituto Indiano de Tecnologia (IIT), o robot humanóide Sophia também recusou educadamente uma proposta de casamento de um utilizador do Facebook que admirava a sua beleza.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: