Apple “aperta o cerco” às apps que partilham dados de localização dos seus utilizadores

Além de retirar as aplicações da App Store, a tecnológica está a avisar os programadores de que estão a violar as regras das políticas de uso. A “limpeza” vem na sequência da entrada em vigor da nova legislação europeia.

Com a aproximação da data de entrada em vigor do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), e depois do escândalo da Cambridge Analytica, são muitas as empresas que têm implementado novas medidas para reforçar a privacidade dos seus utilizadores.

Segundo o 9to5Mac, a Apple passou a suspender as aplicações que informam terceiros da localização do utilizador sem a sua expressa autorização e a informar os programadores que violaram duas regras da política de uso da App Store: os tópicos 5.1.1 e 5.1.2.

tek apple

A gigante tecnológica explica que os programadores devem remover qualquer código, estrutura ou SDK relacionados com o incumprimento para que a aplicação possa estar novamente disponível na App Store.

A mesma publicação refere que, além de pedirem permissão aos utilizadores, os programadores devem explicar para que servem os dados e como são partilhados. A empresa também estará atenta aos casos em que os dados são usados ​​para outros fins que não a melhoria da experiência do utilizador.

"Os dados recolhidos pelas aplicações não podem ser usados ou partilhados com terceiros para fins não relacionados com uma melhor experiência do utilizador ou com o desempenho do software/hardware relacionado com a funcionalidade da aplicação”, pode ler-se no site.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: