A Plague Tale é uma viagem de horror pela Peste Negra da época medieval

Esta aventura coloca nas mãos dos jogadores o destino de duas crianças num cenário medieval da Guerra dos 100 Anos e a Inquisição.

A nova aventura da Asobo Studios tem como pano de fundo a terrível Guerra dos 100 Anos, entre a França e a Inglaterra, banhado com o horror da Peste Negra e a presença da Inquisição. Este período negro da história da Europa foi explorado para dar vida a A Plague Tale: Innocence. Mas se julga que irá controlar algum cavaleiro medieval ou algum agente da Inquisição não poderia estar mais errado. Neste jogo assume a jovem adolescente Amicia, que terá de proteger o seu pequeno irmão Hugo de todo o perigo acima mencionado. O pior mesmo são os ratos, uma praga de milhares e milhares de roedores ao virar da esquina.

A Plague Tale é uma aventura linear, movida pelos constantes puzzles colocados ao jogador. As crianças estão limitadas no que diz respeito à sua defesa, já que Amicia apenas tem uma funda. Para além de arremessar pedras, como elemento distrativo dos guardas, estas também podem matá-los se acertarem na cabeça sem capacete. Felizmente a jovem vai adquirindo conhecimentos de alquimia e desenvolve alguns compostos tais como arremessar rastilhos para acender tochas, lançar ácido à armadura do soldado ou uma bombinha de odor que atrai os ratos para o local arremessado.

O jogo tem uma grande dose de ação furtiva e para sobreviver, os jovens terão de esgueira-se sorrateiramente entre os inimigos e pelo manto da escuridão e evitar a todo o custo serem devorados pelos ratos. Para tal terão de manipular o cenário, usar ações de distração dos inimigos e sempre que possível utilizar os próprios ratos para criar emboscadas aos soldados.

O jogo tem um bom tom narrativo, com um ambiente cinematográfico e com visuais agradáveis e bastante credíveis, sejam os cenários verdejantes do início da aventura, aos ambientes mais negros das catacumbas infestadas de ratos. A Plague Tale tem, muito provavelmente, um dos cenários mais pesados vistos num videojogo: a passagem por um campo de cadáveres de soldados.

Um dos aspetos mais importantes do jogo é sem dúvida a presença dos ratos negros. São milhares de roedores esfomeados que apenas fogem na presença de fogo e luz, e pode jogar com isso. Acender tochas, ou mesmo apagar os candeeiros dos inimigos para serem devorados, são algumas das coisas que pode fazer para proteger as crianças.

De um modo geral, a aventura pretende ter um tom bastante cinematográfico ao contar a história, recheado por um grafismo de luxo. Ainda assim, muita coragem da Asobo Studios em oferecer uma temática tão negra baseada neste período histórico.

A Plague Tale: Innocence já se encontra nas lojas nas versões PC, PS4 e Xbox One.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Subscrever Já subscrevi

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Ler Artigo Original
Fonte: SAPO Tek

Share

Também pode gostar de...

%d bloggers like this: