93% dos portugueses sabem o que podem fazer na internet mas só 50% usam realmente

O Barómetro GFK-MUDA revela uma evolução significativa no número de portugueses que nunca utilizaram a internet, que ficou pela primeira vez abaixo dos 20%. Há dois anos estava nos 26%.

A maioria dos utilizadores de internet em Portugal sabe que pode receber faturas eletrónicas, fazer pagamentos, fazer compras e aceder ao seu banco através dos meios online, mas apenas menos de metade utiliza efetivamente essas funcionalidadesm segundo indicam os dados do recente Barómetro GFK-MUDA.

As conclusões preliminares do relatório, reveladas na altura em que se assinala um ano da iniciativa MUDA, aponta para uma evolução significativa no número de portugueses que nunca utilizaram a internet, que ficou pela primeira vez abaixo dos 20% desde que o índice é avaliado. Há dois anos estava nos 26%.

Dos portugueses que ainda não utilizam a grande rede – 19% da população – mais de metade tem mais de 64 anos. A principal razão apontada para esta não utilização, por 43% dos inquiridos, é o facto de não saber usar a internet. No entanto, 26% refere que não possuir os equipamentos necessários é ainda uma barreira para a utilização da internet.

No dia em que se assinala um ano de MUDA – Movimento pela Utilização Digital Ativa, os promotores revelam que a iniciativa chegou a mais de um milhão de portugueses, com os seus eventos no terreno, programas em direto em televisão, publicidade e redes sociais.

O MUDA percorreu Portugal durante cinco meses em 2017, oferecendo a oportunidade de assistir a aulas sobre as vantagens de utilizar a internet; receber apoio personalizado – incluindo uma avaliação de conhecimentos digitais e recomendações para utilização de serviços digitais – e experimentar novidades tecnológicas tais como realidade virtual e aumentada. Foi ainda possível fazer a ativação da Chave Móvel Digital neste espaço.

Em 2018, o movimento pelo digital promete voltar a percorrer o país já a partir do verão, desta vez em mais de 30 locais em espaços comerciais.

Ler Artigo Original

Share

Também pode gostar de...

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: